Craque brasileiro de 11 anos causa polêmica em futebol inglês

arquivo pessoal

O clube de futebol inglês Tottenham Hotspurs FC pretende faturar em cima da transferência para outro clube do garoto brasileiro Gabriel Morais de Almeida, de 11 anos. Valores não são mencionados, pois não é permitido a “venda” de jogadores nessa idade. Mas a carta enviada ao pai do garoto, Marcelo Almeida, assinada pelo secretário-geral da Premier League, Mike Foster, diz que “o clube está preparado para liberar o registro do Gabriel mas eles pretendem manter a possibilidade de reivindicar uma compensação no caso do Gabriel vir a jogar em nome de outro clube” (tradução livre). Isto quer dizer que o menino pode treinar em qualquer time, mas não pode jogar por outro clube sem antes ter a autorização do Tottenham.

Desde dezembro do ano passado, quando começou o impasse entre a família e o clube, Gabriel não estava mais treinando em nenhum time. Há duas semanas, com essa liberação para treinar em outro time, Gabriel está participando dos treinos do clube Arsenal, também de Londres. O antigo treinador do menino, o italiano Dan Miciche, compara Gabriel a craques como Maradona, Zidane , Pyrllo e Kaka .

Procurado para falar sobre a situação, um representando do Tottenham, através da assessoria de imprensa do clube, confirmou a informação dizendo que “Gabriel é um jogador muito talentoso e é nosso membro há dois anos. Sua família pediu autorização para conversar com outros clubes. O Tottenham julga cada caso individualmente, assim, estamos contentes que o Gabriel converse com outros clubes”.

O descontentamento da família é em função do Tottenham ainda manter o “passe” do Gabriel, pois caso a compensação não seja negociada, ele não pode jogar por nenhum outro time até que alcance a idade de 16 anos para se profissionalizar. E, caso o time acorde a “compensação” com o Arsenal, a família não é consultada, nem recompensada e nenhum documento é divulgado sobre isso.

Estranhamente, Foster recomendou a família a conversar com o gerente financeiro da Associação Profissional de Jogadores de Futebol (Professional Footballers Association – PFA), John Cusack, que tentou arranjar uma solução provisória entre o diretor da academia do Tottenham, John McDermott, e a família de Gabriel. O fato provoca estranhamento, pois esse departamento só trata de jogadores profissionais, causando dúvidas e levantando polêmica quando tratamos de um menino de 11 anos. E a PFA não pode, legalmente, interferir de nenhuma maneira em negociações de jogadores que não sejam profissionais.

O clube declara que “o pagamento da compensação é uma prática reconhecida dos clubes para compensar, com uma pequena quantidade, o treinamento e o desenvolvimento de seus jogadores jovens quando estes trocam de time. A quantidade exata desta compensação não será divulgada”.

Procurado para falar sobre o desenvolvimento da situação, Cusack não quis explicar mais detalhes sobre o arranjo entre os clubes. “Para mim a situação está resolvida. O Gabriel está feliz por poder voltar a jogar”, disse.

A família admite que um documento foi assinado na época em que Gabriel começou a jogar no Tottenham, em agosto de 2006, mas, de acordo com o pai Marcelo, o clube se recusa a entregar-lhe uma cópia. Supostamente, este documento asseguraria o direito do clube para pedir esta compensação.

Brasil

Apesar da situação complicada na Inglaterra, Gabriel Almeida tem o passe livre no Brasil e em qualquer outro país do mundo. O empresário brasileiro George Hato, agente da FIFA, está negociando com dois grandes clubes para trazer o menino de volta ao país.

Histórico

Nascido em 3 de setembro de 1996, na cidade de Santos, São Paulo, Gabriel Almeida começou a jogar futebol e participar de campeonatos muito cedo. Cidadão português e residente em Lisboa – pois seus pais mudaram para o país em função de suas carreiras na época –, Gabriel acabou provocando a vinda da família para Londres em 2005.

Quando ainda jogava no clube Sporting de Lisboa, um empresário inglês (olheiro) reconheceu no garoto uma promessa de futuro craque no futebol. Este empresário que fez o contato com o Tottenham Hotspurs FC e, desde então, Gabriel tornou-se membro e treinava, participando de jogos pelo clube.

Gabriel é um aluno aplicado, destaque da turma e sua matéria preferida é Matemática. Ele cursa o sétimo ano na escola Limes Farm Junior School, em Londres, equivalente a sexta série no Brasil.

Currículo

Em 2003, foi Campeão Distrital de Lisboa e Campeão do Torneio Estoril, pelo clube Sporting Lisboa, escolhido como melhor jogador na categoria de oito anos – ele tinha seis anos e meio na época.

Em 2004, Campeão Distrital de Lisboa e Campeão do Torneio Marinha Grande, também pelo Sporting Lisboa, mais uma vez melhor jogador categoria de nove anos.

Em 2005, Campeão Distrital de Lisboa e Vice-campeão pelo Torneio da TAP.

No final de 2005, foi transferido para Tottenham Hotspurs, em Londres, Inglaterra, onde não há campeonatos para esta idade. Foi escolhido, pelos treinadores, o melhor jogador na categoria de nove anos e, no ano seguinte, dos dez anos.

No ano passado, além de melhor jogador na categoria dos 11 anos, também foi escolhido como melhor jogador batedor de faltas.

Em 25 de setembro de 2007, foi selecionado pela UEFA e pelo Tottenham como melhor na sua categoria para demonstração de dribles e habilidade para os melhores treinadores europeus no estádio de Wembley, Londres. Participaram do evento 28 jogadores de toda Europa e Gabriel foi considerado o melhor jogador da categoria de 11 anos na ocasião.

5 responses to “Craque brasileiro de 11 anos causa polêmica em futebol inglês

  1. Tenho um garoto de 11 anos tambem ,que pode estar entre os melhores do mundo.
    Faça contato e veja.

    Seu nome é Heitor,meia esquerda canhoto,altura-1,50,peso-48 kg.
    telefone-16-36158322 celular- 16-81477715.

    Ribeirão Preto ,São Paulo, Brasil

  2. Ola, Jean! Desculpa a demora em responder, porem eu nao trabalho com futebol. Esta foi uma historia que aconteceu (e esta acontecendo) aqui na Inglaterra com um garoto brasileiro, por isso me interessei em escrever. Mesmo assim, obrigada pela informacao! Abs, Paula.

  3. Olá Paula tudo bem?

    Paula eu moro no Brasil e tenho um filho de 11 anos que tambem e destaque na escola onde treina (Ovel esport club escola conveniada com Cruseiro Espot Club)aqui em Goiânia-Go sei que vc não trabalha c/ futebol,mas gostaria de saber se vc tem algum meio de contato c/ este clube ai do Gabriel e tambem outros,algum email p/que eu possa entrar em contato. desde ja te agradeço

  4. paulo roberto brito

    SRA PAULA.
    TRABALHO COM FORMALÇAO DE JOGADORES A TEMPO ONDE REVELEIE ENVEI PARA GRANDES CLUBES DO FUTEBOL, DEI UM TEMPO NESTE TRABALHO PAR UMA RECICLAGEM E UMA PREPARAÇÃO MAIS ATUAL, TEHO BASTANTE INTERESSE DE TRABALHAR EM UM CLUBE INGLES OU EUROPEU SEJA ELE QUAL FOR POR UM PERIODO DEPOIS QUER TRABALHAR COM EQUIPE PROFISSIOAIS POIS ME SINTO CAPACITADO PARA EXERCER ESTA FUNÇÃO, POIS JA VIVIEM ESTAGIOS EM CLUBES CMOMO SANTO S FC CORINTHIANSM SAO PAULO E OUTROS CLUBES ONDE ENVIEI JOGADORES PARA AVALIAÇÃO, AGUARDO CONTATO DE VOSSA SRA SEJA QUAL FOR A RESPOSTA, ENVIO MEU CURRICULUM PARA UMA ANLISE, SEM MAIS GRATO PELA ATENÇÃO.
    ATENCIOSAMENTE PULO ROBERTO BRITO.
    TECNICO DE FUTBOL

  5. vou cer do time de futibol com 11 jogadores 477 rua portoferera bairo piratininga sidade brasil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s