Bushy: de campo medieval a parque da realeza

Aula de história, diversão, prática de esportes, passeio ou simples descanso; escolha qual das possibilidades oferecidas pelo Bushy Park mais agrada e venha visitar o segundo maior parque real.

Vizinho ao Palácio de Haptom Court, segundo maior em extensão entre os parques reais, base militar em guerras mundiais, campo de escavações da era medieval. Esses são apenas alguns do muitos tópicos sobre a história do Bushy Park, a ‘bela adormecida’ entre os parques reais, que mistura avenidas, jardins, campos e monumentos, a sudoeste de Londres.

Mais de quatro mil anos atrás, os campos, hoje designados de Bushy Park, foram habitados durante a Era do Bronze, como confirmam escavações arqueológicas realizadas no perímetro do parque. Uma carroça e um túmulo dessa era medieval foram encontrados ali e, desde então, estão sendo exibidos no Museu Britânico. Esta área é um dos maiores e mais complexos campos de escavações no condado londrino de Middlesex.

Mesmo com o passar dos anos, essa essência rural sempre predominou na região. Em 1529, o cardeal Thomas Wolsey, proprietário do palácio e terras ao redor, doou seu patrimônio ao Rei Henry VIII. Unindo essas terras, Henry VIII criou e cercou o Bushy Park, com o objetivo de usá-lo para caçar veados – como tantos outros parques nessa época. Esses animais ainda podem ser avistados em grandes quantidades pelo parque.

Com 4,5 km² de área, o Bushy Park está situado entre os bairros de Kingston Upon Thames, Teddington, Hampton e Hampton Wick. Sua principal avenida, Chestnut, corta toda a extensão norte-sul do parque, com tráfego diário de carros, e, na principal rotatória, exibe a Fonte Diana, rainha da guerra para os romanos, erguida para homenagear a Rainha Henrietta Maria, no século XVII. A fonte foi movida algumas vezes de lugar, mas hoje em dia, encontra-se definitivamente na avenida Chestnut, circundada por um pequeno açude, onde é possível praticar a pesca.

O rio Longside, que tem 19 km de comprimento, foi criado artificialmente, em 1610, pelo Rei Charles I em função da falta de água constante que acontecia no Palácio Hampton Court. Além do rio, vários canais foram desenhados pelo parque para servir de fonte aos animais.

Na I Guerra Mundial, tropas canadenses usaram algumas das casas do parque e improvisaram um hospital. Na II Guerra Mundial, a participação do Bushy foi mais além. Parte do parque foi transformada no Quartel General das Forças Expedicionárias Aliadas, que incluía Estados Unidos, França e Inglaterra.

Estacionamentos, banheiros, cafeteria e parquinho para crianças são outras facilidades do parque que atraem muitas famílias, principalmente nos fim de semana. Atividades esportivas também estão sempre em alta pelos parques reais. No Bushy não poderia ser diferente, o time de futebol Teddington RFC treina periodicamente no parque. Outros dois times, Hampton Cardinals FC e Rising Sun Pub FC, também alugam os gramados do Bushy vez ou outra. A mais antiga equipe de hóquei, ainda em atividade, Teddington Hockey Club, orgulhosamente tem sua sede no parque. Tênis, rúgbi, futebol americano, e outros esportes menos profissionais, como peladas, peteca, frisby, e outros também tomam seu lugar pelos gramados do Bushy Park todos os dias.

Saindo de Waterloo, os trens para chegar ao parque são para as estações Teddington, Hampton Wick e Hampton Court.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s