‘Chega de saudade’ em Londres – pelo menos, por uma noite

Uma semana para celebrar os 50 anos e entrar na história da Bossa Nova, teve seu início com um memorável show no Barbican Hall, na segunda-feira, 26 de maio.

Comandando o show a cantora e compositora Joyce introduziu os colegas Carlos Lyra, Roberto Menescal, Wanda Sá, Dori Caymmi que se revezaram na primeira parte do espetáculo, denominada Clássicos da Bossa Nova. Com pouco mais de uma hora de duração, a platéia teve a oportunidade de ouvir “Minha Namorada”, “Influência do jazz”, “Chega de Saudade”, “O Barquinho”, “Você” e, para finalizar, todos juntos retornaram ao palco para fechar o primeiro bloco do show, cantando uma composição inédita homenageando os 50 anos do estilo.

Após o intervalo, a homenagem à Bossa Nova continuou com Marcos Valle, João Donato, Celso Fonseca, Clara Moreno, Vinícius Cantuária, Patrícia Alvi embalando sucessos como “Samba de verão”, “Ela é carioca”, “Mais que nada”, “Meu Samba Torto”, entre outras.

Ao final, Joyce retornou ao palco, chamando as outras ‘garotas de Ipanema’, Clara e Wanda, para acompanhá-la na famosa canção de Tom e Vinicius, juntamente com Menescal.

E, como não poderia deixar de ser, todos os músicos, cantores e compositores deram uma canja – unidos no palco do Barbican formando imagem emocionante – com um pot-pourri iniciado pelo consagrado “Samba de Bênção”, do poeta Vinicius de Morais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s