KENSINGTON E A TERRA DO NUNCA

Kensington Gardens, elegante até no nome, originalmente era parte do Hyde Parque e hoje conta com uma área de mil km² distribuídos entre a rua West Carriage Drive e o palácio que leva o mesmo nome do jardim. Entre os luxuosos bairros de Chelsea, Notthing Hill e South Kensington, piquenique e banhos de sol são propícios em seus gramados; corridas e caminhadas também são bastante freqüentes, porém ciclistas têm apenas três rotas para desfrutar esse pequeno paraíso. Jogos e brincadeiras são possíveis serem vistos pelo Kensington Gardens, mas o ponto alto do parque é mesmo a informalidade de um bom descanso.

O Rei William III, por ser asmático e preferir um local longe da poluição do centro da cidade, foi o responsável pela construção do Palácio de Kensington no começo do século XVII e, desde então, o prédio tornou-se a residência oficial da família real em Londres – Príncipe Charles com Diana e os filhos William e Harry moraram ali. Sua sucessora, a Rainha Anne, além de aumentar o jardim criou o Orangery, em 1704, um tipo de estufa para árvores e flores. A Rainha Caroline cuidou de dar ao lugar mais cores e cheiros iniciando a plantação de alguns jardins, em 1728.

Nessa época não existia acesso público, liberado aos poucos durante o século XVIII, inicialmente apenas para pessoas vestidas muito respeitavelmente – vem daí o ar nobre do local. A Rainha Victoria, numa série de implementações nos canteiros, abriu os Jardins Italianos e o Memorial em homenagem a seu marido, Príncipe Alberto, que faleceu prematuramente de tifóide aos 42 anos. Inaugurado em 1872, o Memorial foi recentemente restaurado completamente, até o dourado da estátua principal foi retomado e é um grandioso monumento avistado facilmente à distância. Dizem que durante a Segunda Guerra Mundial o Monumento foi usado como ponto de reconhecimento para os ataques dos zepelins alemães.

Mas recentemente, o parquinho construído em 2000, pertencendo ao Memorial da Princesa Diana de Gales que se estende por vários parques no centro de Londres incluindo o Hyde Parque, é uma atração para a criançada. Tendo como motivo a Terra Perdida de Peter Pan, que ganhou uma estátua no Kensington Gardens, mais de 70 mil crianças de até 12 anos divertem-se e soltam a imaginação no navio pirata, nas cavernas, nas areias de praias e no acampamento indígena que se estende por toda área do parquinho. Um tributo a Diana que era uma apaixonada pela inocência das crianças, este espaço é totalmente voltado para que os pequenos usem-no do jeito que desejarem melhor, como explica, Jennette Emery-Wallis, arquiteta do parque “o objetivo é deixar as crianças decidirem como querem brincar, ao invés de mostrar caminhos pré-estabelecidos, com direções estipuladas”.

Pode-se dizer que o lago Serpentine começa (ou termina, depende o ponto de vista) no Kensington Gardens, tendo sua galeria dedicada a exposições fotográficas e artísticas. O Round Pond (laguinho redondo) fica logo atrás do Palácio de Kensington e nele pode-se ver enguias e outros peixes exóticos. Ao seu redor também não é difícil encontrar pássaros como pica-paus, raro nos ares londrinos, e mais outras 177 espécies que estão pelos jardins do Kensington por mais de cem anos, como mostra os registros do parque.

Restaurantes, cafés, banheiros (com fraudários e para deficientes) são parte da infra-estrutura do Kensington Gardens que é aberto diariamente às seis hora da manhã.

One response to “KENSINGTON E A TERRA DO NUNCA

  1. Oi amadinha!

    Li todos os textos que você escreveu sobre os belissimos parques de Londres! Parabéns filhota!
    To aqui muito longe de você, mas sempre muito “perto” ao ler seus trabalhos e continuar sempre enviando muita luz para vcs.
    bjks amorosas da Mamy

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s